26/03/2018 - 09:22 - (Maria Letícia Ferreira/Governo do Tocantins)

Servidoras do Detran representam o Tocantins durante lançamento do Movimento Maio Amarelo

Simone e Cleide servidoras selecionadas pelo Observatório Nacional de Segurança Viária Simone e Cleide servidoras selecionadas pelo Observatório Nacional de Segurança Viária - Felix Carneiro/Governo do Tocantins

Pela primeira vez, após cinco anos de existência do Movimento Maio Amarelo, o Tocantins passa a ter representantes no Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV). Cleide de Sousa Morais, coordenadora de Educação para o Trânsito da Ciretran de Araguaína, representa o poder público, e Simone Machado, coordenadora de Educação para o Trânsito e também de Fiscalização da Ciretran de Gurupi, representa a sociedade civil.

“Avalio está participação de forma muito positiva. Levaremos o nome do Tocantins, nossas demandas e os nossos gargalos ao cenário nacional,” destacou Simone.

“Nós Somos o Trânsito”. Este é o tema do Movimento Maio Amarelo deste ano, que será lançado oficialmente no dia 26 de abril, em Campina Grande, na Paraíba. O local foi escolhido pelo fato de a cidade ter sido destaque em 2017, pelas atividades desenvolvidas durante o Maio Amarelo.

O Movimento tem como objetivo provocar nas pessoas discussões e atitudes voltadas para a redução do número de acidentes de trânsito.

Para se ter uma idéia, dados do Observatório Nacional de Segurança Viária revelam que 90% dos acidentes têm como motivação as falhas humanas como imperícia, imprudência e desatenção.

Maio Amarelo 2017

Mais de quatro mil ações que levaram à população a mensagem do Maio Amarelo foram realizadas e informadas na página do Movimento na internet.

O tema foi abordado em 26 países.

Mais de 500 mil pessoas acessaram o site maioamarelo.com durante o mês.

A página do Movimento no Facebook, alcançou mais de cinco milhões de pessoas.

O Maio Amarelo 2017 conquistou o apoio de mais de quatro mil empresas públicas e privadas nacionais e internacionais, além de outros organismos que promoveram ações entre funcionários e para o público em geral.

Mais de 1.400 notícias sobre o Movimento foram publicadas e veiculadas em jornais e emissoras de rádio e televisão, além de sites e revistas.

Monumentos e prédios públicos do Brasil e do exterior, como o Cristo Redentor, o Palácio do Planalto, o Congresso Nacional e o Palácio Legislativo, no Uruguai, entre outros, foram iluminados em amarelo em adesão ao movimento.

O laço símbolo do Movimento também ganhou destaque, decorando a fachada do prédio da (CET - SP), na área central de São Paulo e ônibus do transporte público em diversas cidades do país.