Geral 08/08/2017 - 13:45 - Umbelina Costa/Governo do Tocantins

Cerca de três mil veículos foram abordados em operações de fiscalização do Detran durante a temporada de praias

Detran e Polícia Militar realização Operação Temporada de Praias em várias cidades do Estado Detran e Polícia Militar realização Operação Temporada de Praias em várias cidades do Estado - Ascom Detran
5b5279e3-9d3a-4708-97e8-97dd0039c2b5_400.jpg 5b5279e3-9d3a-4708-97e8-97dd0039c2b5.jpg -
67ed03d6-1014-440e-8957-8ff25e797b7e_400.jpg 67ed03d6-1014-440e-8957-8ff25e797b7e.jpg -
1291d063-def1-4c7a-bcdb-2dfe5d53b850_400.jpg 1291d063-def1-4c7a-bcdb-2dfe5d53b850.jpg -
7141f6bb-b72c-4379-a185-8de1c11a42a2_400.jpg 7141f6bb-b72c-4379-a185-8de1c11a42a2.jpg -
83751e0c-b1e4-4650-a20d-20e2f6f63479_400.jpg 83751e0c-b1e4-4650-a20d-20e2f6f63479.jpg -
46132247-d2fc-4876-8e4b-a74807974502_400.jpg 46132247-d2fc-4876-8e4b-a74807974502.jpg -
c27be7ca-91b5-4215-8baf-a7f2b2771695_400.jpg c27be7ca-91b5-4215-8baf-a7f2b2771695.jpg -
d7c65a14-f2c4-44b4-bab8-040ac3682bdd_400.jpg d7c65a14-f2c4-44b4-bab8-040ac3682bdd.jpg -
f0c8e8bf-b483-4c34-85eb-0fcd66746fb4_400.jpg f0c8e8bf-b483-4c34-85eb-0fcd66746fb4.jpg -
d60bcd1d-49cb-4a41-a272-9edeef66f601_400.jpg d60bcd1d-49cb-4a41-a272-9edeef66f601.jpg -

O Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins Detran/TO, através da Gerência de Fiscalização e Segurança, realizou durante todo o mês de julho, operações de fiscalização preventivas e repressivas nos municípios de Miracema (evento Miracaxi), Pedro Afonso, Porto Nacional e no Distrito de Luzimangues. Os agentes de trânsito do órgão com o apoio da Polícia Militar abordaram 2.577 veículos, entre carros e motos. Destes, nove foram retidos em Palmas e três em Luzimangues. Em Palmas e Luzimangues, outros 57 veículos foram removidos para o pátio do Detran na capital; 61, para o pátio de Porto Nacional e nove, de Miracema, para o pátio da PM.

Ainda nas operações foram recolhidas quatro Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) nos municípios de Palmas e Porto Nacional, incluindo o Distrito de Luzimangues e 16 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo, o CRLV, nas referidas localidades e em Miracema. Foram lavrados 862 autos de infração. No total, as equipes fizeram oito operações em Palmas, três em Luzimangues, quatro em Porto Nacional e em Pedro Afonso e três em Miracema.

Entre as infrações mais cometidas pelos motoristas está o não uso do cinto de segurança (artigo 167 do Código de Trânsito Brasileiro - CTB), dirigir o veículo sem possuir os documentos de porte obrigatório (CNH, Permissão Para Dirigir – PPD e a Autorização para Conduzir Ciclomotor – ACC/artigo162 do CTB), e dirigir o veículo segurando ou manuseando o telefone celular (artigo 252).

“Durante a temporada de praias, o empenho das instituições que atuam na segurança do trânsito é duplicado. As parcerias entre elas são de suma importância para o sucesso das operações, que é a propagação da segurança viária e o zelo com o cidadão, despertando nos condutores as responsabilidades frente à condução veicular”, disse o gerente de Fiscalização e Segurança do Detran, capitão Geraldo Magela.

O grande fluxo de veículos nas cidades praianas do Tocantins foi um dois motivos que provocaram as fiscalizações. As cidades recebem uma grande quantidade de turistas de vários estados do país e também do exterior. Os próprios tocantinenses se deslocam entre municípios, para curtir a temporada de praias em vários locais. Com isso, o risco de acidentes e infrações conseqüentemente aumentou.

Os dados mostram que as tentativas incessantes do Detran/TO em conscientizar os motoristas por meio das fiscalizações preventivas e das campanhas educativas, tem tido um percentual positivo, ainda que não seja o recomendado. Porém o órgão continua a incentivar todos os condutores do Estado a trafegarem com segurança para si, para os ocupantes do veículo e para todos os outros atores que compõem o trânsito.

Infrações

Para condutores e passageiros que trafegam sem usar o cinto de segurança, a infração é grave, multa de R$ 195,23, cinco pontos na CNH e retenção do veículo até a colocação do cinto pelo infrator. Para os motoristas que trafegam sem possuir os documentos de porte obrigatório (CNH/PPD/ACC), é infração gravíssima, multa de R$ 293,47, sete pontos na CNH e retenção do veículo até a apresentação de um condutor habilitado. Para os condutores que trafegam manuseando o telefone celular enquanto dirigem, é infração gravíssima, multa de R$ 293,47 e sete pontos na CNH.

Compartilhe esta notícia