Geral 17/11/2017 - 18:43 - (Umbelina Costa /Governo do Tocantins)

O Dia Mundial em Memória às Vítimas de Trânsito é Lembrado pelo Departamento de Trânsito do Tocantins

Detran chama a atenção dos condutores para o respeito à vida Detran chama a atenção dos condutores para o respeito à vida - Felix Carneiro/Governo do Tocantins

Em 26 de outubro de 2005, a Assembléia Geral Das Nações Unidas adotou a Resolução 60/5 para melhorar a segurança rodoviária no mundo. A resolução convida os Estados-Membros e a comunidade internacional para designar o dia 18 de novembro como o Dia Mundial de Memória às Vítimas de Trânsito. E hoje o Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran/TO), também se sensibiliza em lembrar. Uma oportunidade para aumentar a consciência pública para a preservação da vida.

Dentro do ranking de países com maiores índices de mortes no trânsito, o Brasil ocupa o quinto lugar, atrás apenas da Índia, China, EUA e Rússia, e logo após vem Irã, México, Indonésia, África do Sul e Egito, na soma esses países concentram 62% das mortes ocorridas no trânsito.

De acordo com a ONU, todo ano morrem cerca de 1,25 milhão de pessoas em acidentes de trânsito no mundo. O número de feridos varia entre 30 e 50 milhões de pessoas. Brasil, China e Índia respondem por 40% das mortes globais de acidentes devido ao tamanho da população e à taxa de motorização.

O presidente do Detran/TO, coronel Eudilon Donizete Pereira, chamou a atenção para as estatísticas nacionais de acidentes de trânsito. Só em 2015 foram cerca de 40 mil óbitos por conseqüência de acidentes de trânsito. Também em 2015, em todo o país, quinhentas mil pessoas sofreram lesões graves ocasionadas pelo mesmo motivo.

“Sempre nos deparamos com notícias trágicas. Às vezes famílias inteiras perdem a vida em acidentes que poderiam ser evitados. Qualquer acidente decorre de, pelo menos, um desses três fatores: imprudência, imperícia e negligência”, disse o coronel Eudilon Donizete afirmando um dos maiores desafios do Detran é educar para não punir. É a conscientização para preservar vidas.

É do conhecimento de todos que as vítimas não são vítimas por acaso, e por esse motivo o Detran/TO promove campanhas educativas em escolas, bares e restaurantes da capital e do interior do Estado, blitze educativas em pontos estratégicos, programas de educação para o trânsito com foco na comunidade escolar especificamente para crianças e adolescentes que serão futuros condutores, dentre outras ações, e todas com um único objetivo, a conscientização no trânsito.

O Programa Trânsito Jovem, desenvolvido pela Gerência de Educação para o Trânsito do Detran, já formou cerca de 4 mil alunos em todo o Tocantins. O programa se afirma como uma importante política pública do Governo do Estado, no combate à violência no trânsito e a formação de agentes multiplicadores através de ações educativas. Para 2018 novas parcerias serão firmadas, a fim de que o programa alcance outros novos futuros condutores.

A formatação do Programa Trânsito Jovem tem os seguintes conteúdos: O Comportamento do Pedestre no Trânsito; O Condutor do Veículo Automotor; Direção Defensiva; Legislação de Trânsito; Convívio Social e Meio Ambiente; Primeiros Socorros; Noções de Veículos; e Sinalização.

O Programa possibilita, também, alcançar crianças e adolescentes que estão em desenvolvimento, que é nesta etapa da vida que podem ser estimulados ao cultivo de atitudes de cidadania e responsabilidade social. O que garante uma prática cotidiana de um transitar mais consciente e pacífico, resultando na redução de acidentes envolvendo crianças e jovens do nosso Estado.

Via públicas

Devido ao aumento gradual das frotas, com o passar dos anos, há a necessidade de se fazer vias públicas com mais segurança para os condutores, devidamente sinalizadas e apropriadas para o aumento do fluxo de veículos. O trânsito é democrático, orgânico e dinâmico.

Atualmente o Tocantins conta com uma frota de 661.939 veículos. Só em Palmas, a frota é de 176.624 mil veículos.

Compartilhe esta notícia